Cachoeira Casca D’anta

Cachoeira Casca D’anta

Considerada a maior atração da Canastra e visitada pelo alto da serra ou por baixo, com acesso relativamente fácil por estradas de terra. 

O nome vem da árvore Casca D’Anta, batizada por ter propriedades medicinais e cicatrizantes. Para chegar a essa impressionante queda d’água, você terá 3 acessos disponíveis através das portarias instaladas nas imediações do Parque Nacional da Serra da Canastra:

  1. Portaria instalada em São Roque de Minas (8 km da cidade). Por esse acesso chega-se à parte alta da queda da Cachoeira Casca D’anta;
  2. No distrito de São José do Barreiro, portaria instalada distante 9 km do povoado, que por sua vez fica a 14 km da cidade de Vargem Bonita, onde termina o acesso por asfalto e se inicia a estrada por terra. Através desse acesso se chega à parte baixa da queda d’água;
  3. No distrito de São João Batista da Serra da Canastra (a 1 km de distância do povoado). São João Batista da Serra da Canastra localiza-se no alto da Serra da Canastra, caminho de entrada para quem vem de Tapira (cerca de 40 km de estrada por terra) e Araxá-MG. Por aqui também é o acesso à parte alta da cachoeira.

PARTE BAIXA

Para a parte baixa, o percurso Piumhi – Vargem Bonita é feito contando-se 43 km de Piumhi até o trevo de acesso à cidade de Vargem Bonita, onde vira-se à esquerda, percorrendo mais 7 km até Vargem Bonita.

Após a cidade de Vargem Bonita segue-se 14 km de estrada de terra com destino ao distrito de São José do Barreiro e, conforme mencionado anteriormente nesse texto, o acesso é pela portaria instalada distante 9 km do povoado, ou seja, a 23 km de Vargem Bonita e 73 km da cidade de Piumhi.

Para ter a aproximação máxima da cachoeira, é preciso deixar o carro no estacionamento e caminhar cerca de 15 minutos por uma trilha no meio da mata ciliar.

É recomendável fazer a visita, tanto da parte baixa quanto da alta, o mais cedo possível. Em feriados, os dois lugares costumam ficar lotados depois das 10h.

PARTE ALTA

A parte alta é feita acessando por São Roque de Minas, tendo a distância de Piumhi é 60 km pela mesma estrada asfaltada.

Na parte alta, a 38 km de São Roque de Minas, há o cânion que o rio São Francisco forma para descer a serra, 14 km após a nascente. Tem uma incrível sequência de cachoeiras e piscinas naturais, algumas inacessíveis.

Há um mirante de onde é possível avistar parte da queda principal, a imensa piscina formada embaixo e o curso do rio até a primeira curva rumo ao Nordeste.

O desnível superior a 300 metros proporciona uma das mais lindas vistas panorâmicas da região. O local está todo sinalizado pelo IBAMA e é fácil pegar a trilha de 3 km para ir até a parte de baixo. São cerca de 4 horas de caminhada, em média, para ir e voltar.

 

Para iniciar a caminhada, assim como contemplar parte do cânion e chegar ao mirante, é preciso atravessar um córrego que pode ficar perigoso em dias de chuva.